Fundos comunitários geridos pela Dolmen criam postos de trabalho

A Dolmen, enquanto entidade gestora de fundos comunitários acreditada pelo Ministério da Agricultura, tem aplicados na região mais de 30 milhões de euros, em 440 projetos que geraram a criação de 500 postos de trabalho no território.

Só no último quadro comunitário, no âmbito do Sub Programa 3 do PRODER, foi fomentada a estruturação da oferta turística, apoiando a criação de 130 unidades de alojamento e criaram-se condições de usufruto de recursos naturais com o apoio à criação de 13 áreas e parques de lazer. Foram também melhoradas as condições de vida das populações, desde a infância à terceira idade, através do apoio a 19 instituições particulares de solidariedade social, abrangendo mais de 400 utentes.

No que respeita ao quadro financeiro atual, e que encerra formalmente em 2022, foram até ao momento rececionadas 437 candidaturas, correspondendo a 12,4 milhões de euros de investimento, 9,5 milhões de euros de apoio e 293 postos de trabalho a criar.

Estes apoios comunitários, geridos na região pela Dolmen, enquadram-se no programa LEADER (Ligação Entre Ações de Desenvolvimento da Economia Rural), designado atualmente como DLBC Rural “Douro Verde 2020”, desde 1997.

Nas diversas candidaturas rececionadas pela Dolmen estão pequenos investimentos agrícolas, alojamento associado à exploração agrícola, construção e apetrechamento de adegas, construção de cozinhas regionais para produção de fumeiro, compotas, licores, renovação de aldeias, nomeadamente refuncionalização de edifícios, como escolas primárias desativadas.

Os apoios contemplam ainda fundos de incentivo ao empreendedorismo e emprego, nomeadamente empresas com atuação nos setores dos serviços e comércio, criação de emprego em pequenas e médias empresas e em associações de índole social.

Refira-se que as verbas disponíveis permitem apoiar apenas 1/3 destes projetos, mas tem sido feito um trabalho de proximidade junto do Ministério de Coesão Territorial, no sentido de serem reforçadas as dotações financeiras colocadas a concurso, de forma a que se possam ver aprovadas todas as candidaturas que obtiveram parecer favorável.

O atual quadro comunitário representou grandes desafios, desde logo porque as estratégias de desenvolvimento local assentaram numa abordagem multifundos, obrigando à articulação com duas autoridades de gestão diferentes, e ainda pela inclusão de novas elegibilidades associadas aos investimentos agrícolas, o que obrigou a uma nova aprendizagem por parte da equipa técnica.


Partilhe com os seus seguidores

 

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on skype
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

PUB


 

Slider

Linha do Comércio

A Linha do Comércio tem como objetivo potenciar oportunidades de negócio, divulgar produtos e serviços das empresas locais.

Simultaneamente, esta plataforma pretende possibilitar o desenvolvimento de ações concertadas de promoção e dinamização de eventos.

Com esta presença virtual coletiva espera-se que haja um reforço da capacidade de cooperação entre os empresários locais. O Nome Linha é associado ao Comboio, meio de essencial importância para ligar gentes e terras.

É com este carácter agregador que pretendemos ligar o comércio e divulgá-lo daqui para o Mundo.

Loading...

Novidades

Áudios Recentes